Centro, por Jacqueline Chiabay


Foi “A partir do Centro” que tudo começou: a minha vida, o meu olhar para o mundo, o meu instinto, a minha intuição e os meus sonhos. Começo a contar citando a minha mãe, Rachel Chiabay, visionária e precursora de empreendimentos que passaram por lá.


Da Ladeira Santa Clara, Parque Moscoso, ao Mundo. Local que abrigou o Palácio Nestor Gomes (ruínas tombadas/1985) e o saudoso Grupo Escolar Maria Ericina Santos (fechado pela SEDU/2016)– onde me alfabetizei, saindo dali para o Colégio Americano (construído em 1934 e desapropriado pela PMV/ 2006). Comecei a empreender pelo fazer artesanal ainda menina. Cursei Artes Plásticas na UFES; foi à base que me levou de encontro ao meu sonho, a MODA. (...) Aos 19 anos, rumei da Rua 7, onde tinha uma boutique, fazia compras e vendia minhas peças produzidas, para o Rio de Janeiro, onde tive um showroom em Ipanema, mas eu queria mais (...) trajetória que me trouxe ao momento atual: do design social e autoral, na moda, na decoração e no objeto artesanal contemporâneo. É esta transversalidade, que tanto me fascina e me move.



Jacqueline Chiabay é artista plástica e designer. Participou de várias exposições internacionais e nacionais entre elas AMBIENTE FAIR – Frankfurt (2020), MAISON &OBJET- Paris (2019), TRAMARES – VIII Bienal internacional de arte têxtil – Madri (2019), SALONE DEL MOBILE – Milão (2019), MoMA Brasil Destination – NY (2009), Casa Cor ES, figurinos e cenografia TV Globo, entre outras. Participou do Projeto Novas Marias – Ressocialização no presidio, 2009 até 2019 e é consultora do Sebrae ES. @jacquelinechiabay


Imagens: acervo Jacque Chiabay; site Sergio Magesky, Secult e Arquivo Público.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo