Blue Sutil, por Sérgio Blank.

Atualizado: 28 de Abr de 2020


Vou tirar a sorte grande e ganhar muito dinheiro. E assim comprar o penedo que fica na baia de Vitória do Espírito Santo. E darei de presente para o meu amor. Quem é o dono da pedra solitária que namora com os navios estrangeiros? Enfeitarei suas bordas com catraieiros gentis, canoas cheias de peixes gordos, golfinho trapezistas, albatrozes misteriosos, sereias sopranos, andorinhas azuis e lavarei sua pele dura com água benta do Convento da Penha. O senhor deus que é dono das coisas da natureza vai me fazer um preço bem camarada. Então iluminarei o monte com vaga-lumes e a cidade terá um farol espionando as noites.  Só assim - de mãos dadas com meu amor - desfilarei pela ilha de Vitória. Espalhando no cais poemas escritos a lápis e boas notícias embrulhadas em papel celofane.


Extraído do livro Blue Sutil - Sergio Blank - Edição do Autor (2019).


Sergio Blank @sergioblank_

É escritor. Os Dias Ímpares - toda poesia. Editora Cousa (2011); Safira, infantil. Editora Formar (2019).


Imagem 2: O poeta na ‪Praça Costa Pereira em 1987‬, por  @zanetedadalto

Imagem 1: arquivo público

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo